junho 2012
 

Doces de Pelotas conquista Indicação Geográfica

 

O registro de Indicação Geográfica é conferido a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, o que lhes atribui reputação, valor intrínseco e identidade própria, além de distinguí-los em relação aos seus similares disponíveis no mercado. São produtos que apresentam uma qualidade única em função de condições naturais como solo, vegetação, clima e saber fazer (know-how ou savoir-faire). O Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI é a instituição que concede o registro e emite o certificado.

Existem duas espécies ou modalidades de Indicação Geográfica: "indicação de procedência (IP)" e "denominação de origem (DO)". No Brasil, poucos produtos conquistaram esta condição entre eles: Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul; o café produzido na Região do Cerrado Mineiro; (fonte: Ministério da Agricultura)

Na última Fenadoce, encerrada no dia 17 de junho, foi utilizado pela primeira vez o selo da IP "Pelotas" desenvolvido pela VERDI para estampar os doces, junto com o número de rastreabilidade que identifica cada produtor. O logotipo foi desenhado pelo tipógrafo Fábio Haag.

 
 
 

Ouro para Cambará

 

A Revista Advertising fez uma edição especial sobre os premiados no último Salão da Propaganda. O projeto Cambará do Sul - Terra dos Cânions ganhou ouro na categoria Branding – Logotipos, Marcas e Identidades Corporativas. Com mais este prêmio, a VERDI consagra-se como a empresa mais premiada em projetos de Branding e Identidade Visual no Rio Grande do Sul, tendo recebido o primeiro prêmio em todas as edições do Salão Apdesign/Prêmio Bornancini (2006, 2008 e 2010), Prêmio Colunistas (2001) e Salão da Propaganda (2011).

 
 
www.verdi.com.br
 

Se você não está visualizando corretamente esse e-mail, acesse aqui.
Você está recebendo este email por estar cadastrado no mailing da Verdi.